Se eu fosse teu filho

Se eu fosse teu filho, Eu não sei como me sentiria acerca dos teus genocídios.  Um dia não passa  por onde as crianças da nossa revolução escapam das paredes da prisão.  Irias fazer o mesmo comigo, o que fizeste com Sohraab?

Se eu fosse teu filho, eu teria participado nos protestos ‘’Onde estão os votos deles?’’ escritos no teu casaco. Se eu soubesse que irias roubar os votos deles,  eu nunca iria votar em ti novamente. Eu iria ter ficado à frente dos protestos, porque seria um direito meu pela minha constituição. Eu ficaria ao lado dos teus amigos.  Os meus amigos que andaram de mota e mutilaram os homens do meu pais com os seus bastões misericordiosos.

Eu estaria próximo das pessoas que desejavam lutas pela Revolução Islâmica à 30 anos. As mesmas pessoas que pensam que não és diferente do brutal Shah.  Estes pais que 30 anos depois irão morder o sangue e o gás para voltar atrás pelo que eles lutaram tanto.

Eu iria ajudar os veteranos sem membros que vieram à Reza na Sexta-feira para voltar a ter o que era correcto. Não como tu que fugiu no mesmo dia do santuário falso de  Mashad.  Sabes o que o gás malicioso fez a ele? O veterano sem membros que não pode fugir como o resto dos homens?

Eu iria sentar ao pé dos filhos dos soldados que morreram que recusaram deixar os inimigos do Irão saquear uma pequena parte da terra. Pouco sabiam que o pior saqueador estaria entre eles.

Eu iria sentar ao pé do Meu povo na Reza de Sexta-feira pois assim tu vias me e atirarias me gases em mim. Mesmo  os teus amigos não rezam mais pois já estão muito agastados .

Se eu fosse teu filho, eu pararia à tua frente pois assim tu irias me por na prisão e torturarias me até ao meu ultimo suspiro, tal como Sohrab.

Se eu fosse teu filho, Eu nunca iria te chamar ‘’Meu pai’’. Pois o papel de pai pertence aqueles que estão sentados inocentemente numa cela na prisão recebendo torturas. Ou aqueles que vão para Evin todos os dias para talvez receberem infinitésimas noticias dos seus amados.

Se fosses o meu pai, tu terias ouvido as mais altas palavras que Deus é maravilhoso na tua própria casa, e visto como graffiti nas tuas paredes.

Se o meu pai fosse como tu, eu teria recusado ter te na minha casa, como o resto dos Iranianos que te vêm como uma ameaça negra para o nosso país.

Advertisements

One response to this post.

  1. Posted by lara on July 31, 2009 at 9:37 pm

    Thanks…. brother!

    Reply

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: